New York Gegen Lampenfieber

Alles verstehen mit 5 tricks

O cognitivo – instalação informativa (o preconceito do investigador acerca da culpa do suspeito conduz à dominação na sua consciência de provas acusatórias, justificatory provas pálidas na insignificância)

Contudo as sensações, sendo a motivação geral a certo tipo de ações, em si mesmo não são o motivo de ações. Deste modo, as aspirações mercenárias podem satisfazer-se com ações diferentes. O motivo é um circuito curto da motivação em uma meta específica. Lá não pode estar consciente, mas atos de bezmotivny.

Daqui, os estados motivacionais causados pela exigência caracterizam-se por isto o cérebro assim os parâmetros de modelos dos objetos que são necessários para a satisfação da exigência e o esquema de atividades para dominar o objeto exigido. Estes esquemas do programa do comportamento – podem ser ou congênitos, instintivos, ou baseados na experiência individual, ou recentemente criados de elementos de experiência.

Os estados motivacionais mobilizarão a consciência de pesquisa dos objetivos correspondentes e adoção da decisão concreta. A adoção da decisão sobre a ação específica une-se com a compreensão do motivo desta ação, com a modelagem conceptual do seu futuro resultado. O motivo é um argumento a favor da ação escolhida, motivação consciente à realização de uma meta específica, um elemento necessário da ação consciente, enérgica, deliberada.

A condição motivacional da pessoa é a reflexão mental das condições necessárias para a atividade da pessoa como organismo, o indivíduo e a personalidade. Esta reflexão de condições necessárias executa-se na forma de interesses, desejos, aspirações e inclinações.

O comportamento humano ativa-se por uma ampla variação dos motivos que são a modificação das suas exigências: inclinações, interesses, aspirações, desejos, sensações. As ações concretas da pessoa estão conscientes no sistema de conceitos. A pessoa entende porque é necessário realizar estes objetivos, pesa-o em escalas dos conceitos e representações.

A instalação é uma prontidão estereotípica para trabalhar na situação correspondente definitivamente. Esta prontidão do comportamento estereotípico desenvolve-se da experiência última. As instalações são uma base inconsciente de ações comportamentais nas quais nem o objetivo da ação, nem exigência por causa de que se faz não se realiza. Os seguintes tipos de instalações diferenciam-se

Os desejos – um estado motivacional no qual as exigências se correlacionam a um sujeito concreto da sua satisfação. Se a exigência não puder satisfazer-se nesta situação, mas esta situação pode criar-se, a orientação de consciência na criação de tal situação chama-se como aspiração. A aspiração com representação distinta de meios necessários e caminhos da ação é intenção. Uma espécie de aspiração é a paixão – aspiração emocional resistente a certo objeto a exigência na qual predomina sobre todas outras exigências e dá a orientação correspondente de toda a atividade da pessoa.