50 Minecraft Tipps F R Bewerbungsmappe Erstellen

Englisch lernen im schlaf für gute noten

Com base em doutrinas sobre o lucro de A. Smith e D. Ricardo C. Marx construiu a doutrina sobre o lucro e um valor excedente. Segundo Marx, o lucro é o valor excedente modificado virado que fonte é a operação do trabalho de salário, isto é trabalho não pago de funcionários". Virado" significa que a visibilidade e a essência não coincidem. Visibilidade disto um valor excedente é o resultado de toda a capital variável, e de fato é pagamento só partes do dia útil, horas de trabalho necessárias.

Para resolver, quantos deixar sair a produção, os líderes de firmas têm de saber como os preços variáveis com o crescimento da produção aumentarão. Nos seus interesses em minimizar preços desde que é um modo de maximizar o lucro. Cumulativo (valova de preços representam a soma de constantes e preços variáveis.

Tendo o equipamento invariável a curto prazo período a firma tenta maximizar os lucros ou minimizar as perdas, adaptando a produção por meio de modificações no tamanho de recursos variáveis, como trabalho, matéria prima, etc.

as despesas acusadas aproveitar na estrutura do preço de produto. Para a inclusão uniforme das despesas próximas em preços da produção a empresa pode criar reservas: no pagamento próximo de férias a funcionários; em pagamento de remuneração anual de serviço obrigatório; em reparo de ativo fixo, etc.

Os economistas de neoclassics que resiste à teoria Marxista do lucro deram as definições. Deste modo, por exemplo na teoria de J. B. Clark, etc. aproveite para trazer-se em conjunto L. Valras a um produto de limite da capital e não misturar com remunerações de outros fatores.

O objetivo principal da atividade de qualquer empresa faz-se maximizando o lucro. Os limitadores principais de receber o lucro são os preços da produção". Os economistas consideram como os preços da produção todos os pagamentos - externos ou internos, inclusive no último e o lucro normal necessário para atrair e manter recursos dentro desta direção da atividade".3pod por preços econômicos de pagamentos de lucro que a firma tem de fazer a proprietários de recursos entendem-se atrair estes recursos a certa produção.

A. Marshall neoclássico inglês, com base na teoria da produtividade de limite considerou que "o lucro é um rendimento da empresa ou rendimento complexo inclusive por cento no próprio capital do homem de negócios, um pagamento a ele para a gestão e remuneração do risco".2

Muitas empresas industriais e as associações têm os fornecedores principais. O seu lucro tem uma ligação direta com preço principal. Compõe-se das despesas unidas com o uso no decorrer da produção de recursos naturais, de trabalho e materiais, e também outros preços de vendas de produto e lançamento. A estrutura de despesas, por causa da limitação de recursos, tem a propriedade de aumentar isto naturalmente conduz à redução do lucro adquirido.

Ricardo mostrou que o tamanho do lucro é uma dedução de salário do preço de produto. Assim, os clássicos da economia política burguesa consideraram o lucro como uma forma do preço adicional (uma forma na qual do valor excedente se apropriam originalmente os homens de negócios).

Guiando-se pela teoria de trabalho do preço, os clássicos da economia política burguesa A. Smith e D. Ricardo construíram a própria doutrina sobre o lucro. Smith propôs a situação que o lucro é uma dedução do trabalho do funcionário. Analisando partes do preço do produto feito pelo trabalho do funcionário alugado escreveu": o preço que os funcionários acrescentam ao preço de materiais, rompe-se neste caso a duas partes das quais vai pelo pagamento do seu salário e o outro - ao pagamento do lucro do seu homem de negócios".1

Neste horário a curva da exigência é um tangente a uma curva de preços médios, com o lucro de maximizando de produção Neste caso a firma simplesmente cobre os preços, isto é é lucrativo. Explica-se a longo prazo que o período por isto tinha o lucro a curto prazo o período da firma quererá estender a produção, por isso uma curva de exigência (ver o horário no a curto prazo o período cairá, vai se mover à esquerda e ficará mais elástico, explica-se pela redução da exigência cumulativa de cada firma devido a que lucros desaparecem.